Parcerias FASM

Convênios e Descontos

Pré-Inscrição Online

Faça a sua!

Vídeo sobre o Curso
Artes Plásticas
Período
  • Matutino (7h30 às 12h40)
Duração
  • 04 anos
Mensalidade
Matriz Curricular
Nota Enade
Guia do Estudante
Guia do Estudante

    Classificação FASM neste curso

Guia do Estudante
Localização
Unidade Perdizes

Galeria de Fotos

Clique para visualizar

Folder do Curso

Visualize ou imprima

exemplo banner
A A A
Graduação
Música

Apresentação

Em toda sua história de mais de 80 anos o curso de Música da Faculdade Santa Marcelina teve o compromisso com a contemporaneidade, tanto em relação às tendências artísticas quanto ao campo de atuação do profissional de música. É reconhecido por sua tradição e excelência na formação de músicos que ocupam espaço de destaque no cenário nacional e internacional da música. O curso conta com 4 linhas de formação específicas: Canto, Composição, Instrumento e Regência. Um eixo de matérias comuns fundamenta e subsidia as ramificações exigidas pelas quatro linhas de formação, com conteúdos teóricos e práticos indispensáveis para o desenvolvimento criativo do pensamento e da ação musical.

Tem como objetivo contribuir para a formação de músicos – intérpretes (cantores, instrumentistas e regentes) e compositores cuja competência ultrapasse o fazer apenas técnico; formar o profissional com um cabedal de conhecimentos e experiências que ultrapassam suas linhas de formação específica; que seja competente e especializado em sua área, mas aberto a projetos interdisciplinares, capaz de se integrar e de transformar as condições do mercado, de melhorar o nível de todo e qualquer ambiente de trabalho em que esteja atuando, de descobrir e de criar oportunidades de desempenho profissional.

Diferenciais

A FASM oferece toda a infraestrutura necessária para o desenvolvimento do aluno:
  • Corpo docente formado por músicos altamente qualificados e de grande projeção no meio musical;
  • Grade curricular que contempla os gêneros erudito e popular;
  • Salas de estudo individuais com tratamento termo acústico;
  • Estúdio de gravação;
  • Uma orquestra residente que disponibiliza concertos anuais para alunos instrumentistas e regentes;
  • Integração dos alunos a grupos institucionais, como a Big Band da Santa;
  • Realizações interdisciplinares e possibilidades de ações integradas a outros cursos da Instituição, aproveitando os espaços e a oportunidade de convivência com professores e alunos dos cursos de Artes Plásticas, Moda e Licenciaturas em Música e Artes Plásticas.

Mercado de Trabalho

No mercado de trabalho atual a formação do músico exige uma capacitação abrangente, com múltiplas vertentes. Tal exigência faz com que o curso de Música mantenha uma estrutura curricular diversificada, porém sem perder as bases sólidas que sempre acompanharam suas constantes atualizações. Os campos de atuação do músico profissional incluem performances individuais ou em grupos vocais e instrumentais variados, criação de trilhas sonoras para cinema, TV e publicidade, regência de corais e de orquestras. O músico profissional também tem espaço em diversas áreas correlatas à música: no mercado fonográfico e editorial (gravadoras, editoras e distribuidoras), em estúdios de gravação, em centros culturais, casas de espetáculo, desempenhando funções de produtor artístico, executivo ou cultural, programador ou curador, entre outras.

Escolas de Música Parceiras

No ano em que as Marcelinas comemoram 100 anos de Brasil, o curso de Música da FASM firmou parcerias com diversas escolas de música no estado de São Paulo. Os alunos que estudam nessas escolas podem conseguir até 30% de desconto na mensalidade do curso de Música da Santa Marcelina. Para mais informações, entre em contato com a sua escola!

Ainda não é parceiro? Envie um e-mail para comercial@fasm.edu.br e saiba mais.

Conheça as escolas parceiras:

Depoimentos

Rodrigo Nascimento
Professor de música no Projeto Guri e Conservatório Villa Lobos, além de músico na Orquestra Tom Jobim

"Eu devo muito a Faculdade Santa Marcelina, com professores EXCELENTES que visam realmente o aperfeiçoamento dos profissionais que estão formando, com sua exímia infraestrutura para estudo, além de um ótimo estúdio de gravação (no qual também fiz importantes gravações profissionais)."

Felipe Alexandre
Produtor musical

"Meu sonho sempre foi ser músico e ter uma banda de rock. Mas, logo no primeiro ano de graduação em Música, na FASM, eu percebi que o meu dom era ficar atrás dos palcos, como produtor musical. Comecei em 2006, como assistente do compositor e produtor musical Eduardo Queiroz, em 2006. De lá pra cá, trabalhei em espetáculos teatrais, produzi álbuns e compus músicas que fizeram parte da trilha sonora adicional dos filmes "Bellini e o Demônio", "O Inventor de Sonhos" e "Cabeça a Prêmio", da série "A Cura" e da novela "Cordel Encantado", da TV Globo. Em 2011, abri minha produtora musical. A FASM foi responsável pelo meu amadurecimento e fundamental na minha formação como artista e até mesmo como ser humano."

Corpo Docente

Profª M.ª Alessandra Sterzi
Mestre em Ciência da Religião pela PUC em 2006. Licenciatura em Educação Artística pela FASM em 1993.




Profª M.ª Andrea Paula Picherzky (Paola Picherzky)
Professora de violão erudito e popular da Faculdade Santa Marcelina. Integrante do grupo Choronas desde a sua criação (1995). Desenvolveu vários projetos relacionados à música popular brasileira, mais especificamente o choro, culminando com o lançamento dos CDs Atraente (1999) e Choronas Convida (2003) e O Brasil toca choro (2007). Com o grupo tem se apresentado nas grandes capitais brasileiras e no exterior. Em 2001 idealizou e implantou o projeto Ensino coletivo de violão o qual culminou, em 2003, na criação da primeira Orquestra de Violões da Fundação das Artes de São Caetano do Sul da qual é regente e diretora artística. Em 2004 concluiu o mestrado em música pela Universidade Estadual Paulista – UNESP com o trabalho Armando Neves - Choro no violão paulista. Trabalho este que teve como fruto o resgate da biografia, a catalogação da obra completa do compositor e a gravação de um CD com 18 choros resultando em seu primeiro CD solo 18 Choros - Armando Neves, lançado em 2008. Entre 2008 e 2010 integrou o quarteto de violões Quaternaglia Guitar Quartet com o qual se apresentou em várias capitais do Brasil e dos Estados Unidos. Esteve ao lado de importantes músicos no cenário musical internacional como Marco Pereira, Paulo Belinatti, Leo Brouwer entre outros.

Saiba mais:
Prof. M.e Arthur Rinaldi Ferreira
Arthur Rinaldi é bacharel em Música com Habilitação em Composição e Regência pela UNESP e Mestre em Música também pela UNESP. É professor da Universidade Estadual Paulista (UNESP) e da Faculdade Santa Marcelina. Como compositor, suas obras para percussão ganham destaque. Obteve o primeiro lugar no "I Concurso Nacional de Composição para Instrumentos de Percussão Brasileiros - Hildegard Soboll Martins", em 2008 com a peça Septeto. Foi um dos autores contemplados com o Prêmio FUNARTE de Música Clássica em 2010 com a peça Três Canções sobre Poemas de Lorca. Suas produções têm sido apresentadas em diversos eventos de destaque, como a V Bienal Internacional de Música Eletroacústica de São Paulo e o 39º Festival de Inverno de Campos do Jordão, incluindo uma série de concertos pelos Estados Unidos e Canadá em 2010. Também é arranjador, tendo em 2009 elaborado uma adaptação do Bolero de Ravel para 2 pianos e grupo de percussão, peça encomendada e apresentada pelo Grupo PIAP e pelas Irmãs Labèque na Sala São Paulo. Atualmente desenvolve pesquisa de doutorado na UNESP sobre Linguagem musical e procedimentos de organização formal.

Saiba mais:
Prof. M.e Carlos Afonso Sulpício
Mestre em Brass Performancepela Boston Universisity, School for the Arts. Bacharel em trompete pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Doutorando pela UNESP. Integrou diversas formações musicais nos Estados Unidos, entre elas Civic Symphony of Boston, Lexington Sinfonieta, Boston University Symphony Orchestra e ALEA III. No Brasil, Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal de São Paulo, Amazonas Filarmônica, Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto e Orquestra Filarmônica de São Bernardo do Campo. Participou do 1o Festival Internacional de Música em Kyoto no Japão em 1993. Realizou inúmeras de obras de compositores Brasileiros, incluindo a gravação do CD do Grupo Novo Horizonte o qual recebeu o prêmio da APCA de 1993. Atualmente é professor da Faculdade Santa Marcelina, do Instituto Baccarelli e da Escola Municipal de Música.
Prof. Dr. Clóvis Afonso de André
Clóvis de André, barítono e musicológo, Doutor (Ph.D.) em Musicologia Histórica (1997 2005) pela State University of New York at Buffalo (com tese sobre musica ficta, solmização e pedagogia medieval intitulada Inscribing medieval pedagogy: musica ficta in its texts). Completou seu Mestrado em Canto (M.M., Master in Music, 1993 1998) pela mesma SUNY-Buffalo e o Bacharelado em Canto (1986 1988) pela Faculdade Santa Marcelina (São Paulo). Atualmente leciona História da Música e orienta alunos de TCC, além de Canto, História e Teoria (aulas particulares). Suas pesquisas atuais versam sobre Os judeus na ópera, Música Medieval e Direito, Música e Revolução Francesa, Ópera Brasileira, Relações entre modal e tonal. Desde 2009, desenvolve um trabalho em música litúrgica, com aulas, pesquisas, orientação de composições e elaboração da programação de coros comunitários mantidos pela Cia. Talentus na cidade de São Paulo. Como cantor dedica-se aos repertórios tanto operístico quanto câmara, mantendo um duo de canto e violino com Lúcia Ramos. Como participante da comunidade acadêmica, foi eleito (na Faculdade Santa Marcelina) para a CPA (Comissão Própria de Avaliação), pelo mandato 2009-11.

Saiba mais:
Prof. Eduardo José Nunes Ribeiro
Edu Ribeiro formou-se em Música Popular pela UNICAMP. Professor de bateria da FASM, já ministrou cursos em diversos festivais de música , entre eles: Festival de Música de Itajaí – 2006 , 2007e 201; Festival de Inverno de Tatuí – 2004 e 2010; CIVEBRA - Festival de Verão de Brasília -2009; Festival de musica de Londrina – 2008; Festival de Musica de Domingos Martins (ES) -2009 e 2011 e Brazil Camp ( Cazadero- São Francisco –USA)- 2007 e 2008. Como baterista, acompanhou e gravou com vários artistas como Yamandu Costa, Chico Pinheiro, Rosa Passos, Hamilton De Holanda, Randy Brecker, Brad Mehldau, Anthony Wilson, Till Bröenner, Paquito D'Rivera, Joyce, Dori Caymmi, Dominguinhos, Milton Nascimento, Ivan Lins, João Bosco , Toquinho, Paulo Moura, Leny Andrade,entre muitos outros. Gravou com Randy Brecker, Randy in Brasil (Mama Records 2008), disco vencedor do Grammy Awards, na categoria "Best Contemporany Jazz Performance", em 2009. Para cinema compôs a trilha sonora para dois curtas-metragens: Carroceiros de Alexandre Rathsam (2006 Senac) e Crianças, do mesmo diretor (2007 Senac). Edu trabalha também com trilhas para vídeos comerciais. Ao lado de Fabio Torres e Paulo Paulelli , participa do Trio Corrente que vem desenvolvendo sólida carreira no Brasil e Exterior com dois Cds lançados no mercado. Participa também do Quinteto Vento em Madeira ao lado de Lea Freire, Teco Cardoso, Tiago Costa e Fernando Demarco que desenvolve uma fusão entre música erudita e popular. Em 2006 lançou o CD Já To Te Esperando ( Maritaca), somente com composições de sua autoria obtendo ótima aceitação da crítica especializada.
Prof. Emiliano Lopes Patarra
Bacharel em Regência pela FASM em 1999




Prof. M.e Fernando Antonio de Alvarenga Correa
Fernando Correa é Mestre em Música pela Kunst Universitaet Graz em 1993. É guitarrista da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo desde o ano 2000. Além de atuar como guitarrista, também escreve arranjos orquestrais. Seus arranjos já foram interpretados pela Orquestra Jazz Sinfônica, Big Band de Diadema, Orquestra Sinfônica de Campinas, Big Band Comboio, Sound Scape Big Band, Zerró Santos Big Band e Big Band de Tatuí. Atuou com Vinicius Dorin, Nenê, Roberto Sion, Nelson Ayres, Jane Duboc, Alaíde Costa, Jane Duboc, Banda Savana, Maestro Branco, Zeli Silva, Zerró Santos Big Band, Rubinho Antunes Noneto, Trio Mente Clara, Maestro Eduardo Lages, Três Tenores e é integrante do Grupo Comboio. Estudou guitarra com o Professor Conrado Paulino. Graduou-se em Performance na Kunst Universitaet in Graz (Áustria), onde também adquiriu o título de Mestre defendendo a tese Técnicas de Improvisação de Wes Montgomery. Estudou orquestração com o Professor Rodrigo Morte.

Saiba mais:
Prof. M.e Gilberto Assis de Oliveira Rosa
Gilberto Assis é mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC. Como compositor e produtor, atuou ao lado de Tom Zé na Trilha original "Santagustin" para o Grupo Corpo de Dança. Em 2011, foi o compositor convidado para o EMM Festival (Electronic Music Midwest) em Kansas City. Participou do Projeto UnTwelve Mix Installation em Nova York, com o Video Artist Patrick Liddell. Em 2009, produziu e arranjou ao lado de Ana Fridman o CD Chiquinha em Revista para o selo SESC. Um ano antes, foi selecionado pelo Programa RUMOS MÚSICA ITAÚ CULTURAL e também para participar do 60x60 Electroacoustic music Project (NY) e do Projeto FrammentAzioni na Itália. Compôs a trilha "Khaos" para o Balé da Cidade de São Paulo e Degelo (2007). Em 2006, teve sua obra O mesmo instante em diferentes lugares selecionada para ser executada no Festival de Música Contemporânea AI-MAAKO no Chile.

Saiba mais:
Profª Esp. Gretchen Lydia Miller
Gretchen Miller é especialista em Advanced Studies pela Guildhall Schol of Music em 1974. Bacharel em Música pela University of Arizona. Já trabalhou na TV Globo, onde realizou gravações com uma geração de grandes artistas, entre eles: Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Moacyr Franco, Clara Nunes, Luiz Gonzaga, Milton Nascimento, Elis Regina e Tom Jobim. Foi ainda "spalla" convidada da Orquestra Sinfônica do Paraná e da Orquestra de Câmara do Teatro São Pedro em Porto Alegre, RS. Fundou 1992 a Orquestra Filarmônica Infanto-Juvenil, primeira orquestra infanto-juvenil do Brasil, com a qual realizou turnês para os Estados Unidos e para Alemanha. Em 2001 criou a Orquestra Sinfônica Infanto-Juvenil da Escola Municipal de Música de São Paulo, que agrega mais de 100 crianças, tendo realizado concertos na Sala São Paulo, Teatro Municipal de São Paulo e Santo André, Clube Hebraica, Faculdade Mackenzie, Colégio Porto Seguro, Teatro Paulo Eiró, e Teatro São Pedro. Além de concertos didáticos foram realizados concertos com ballet (Pedro e o Lobo) e com artistas de circo (A Festa do Céu de E. Mahle). Foi também regente da Orquestra Jovem Municipal durante quatro anos, onde realizou concertos com professores solistas da Escola e diversificado repertório, incluindo o Alleluia de Villa-Lobos (realizado na Catedral da Sé em comemoração aos 120 anos do nascimento do compositor).
Profª Esp. Joana Mariz de Sousa
É formada em canto pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) e especialista em voz pela PUC/SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). Certificou-se em Somatic Voicework - The LoVetri Method™ (níveis I-II-III), com a renomada professora americana Jeanie LoVetri, e realizou curso sobre fisiologia e acústica da voz cantada com Johan Sundberg, um dos maiores cientistas da voz cantada da atualidade. Atualmente realiza seu doutorado em performance e pedagogia vocal pela Unesp, com orientação da Profª Dr.ª Martha Herr, desenvolvendo intensa atividade na pesquisa da voz cantada e sua pedagogia. Desde 1999, Joana Mariz vem atuando como cantora lírica e popular, apresentando-se em recitais, óperas e oratórios, fazendo shows e eventos em diversos estados do Brasil. Dirigiu os espetáculos multimídia Cineclube Paulista (2004) e Sinfonia de uma Exposição (2005), junto à Banda Sinfônica do Estado de São Paulo. Ministrou inúmeras oficinas de técnica vocal e canto coral em Casas de Cultura e SESCs, além de reger o Coral da Casa das Rosas por dois anos. Realizou em 2008/2009 a preparação vocal da Cia. do Miolo de teatro para a construção do espetáculo Amores no Meio-Fio. É preparadora vocal do grupo vocal Canto Ma Non Presto desde 2007, além de desenvolver intensa atividade como professora particular de canto.
Prof. Esp. José Ricardo Barros e Silva (Zéli Silva)
Zéli Silva (José Ricardo de Barros e Silva) é formado em Composição pela Faculdade Santa Marcelina e tem especialização em Metodologia do Ensino Superior. Estudou arranjo com Roberto Sion e Claudio Leal Ferreira e contrabaixo com Acelino Matias e John Clayton Jr. Zéli tem três CDs solos: Voando baixo (Lua discos-2002), Em movimento (selo Maritaca-2006) e Duo (2010), com Vitor Alcântara. Integrou o grupo de música instrumental brasileira "Terra Brasil", que tem cinco CDs gravados. Já atuou com Badi Assad, Osvaldinho do acordeon, Rosa Passos, Zé Menezes, Renato Motha, Leni Andrade, Fernanda Porto, Virginia Rosa, Clara Moreno, Cida Moreira, Chico Pinheiro, Ana Luiza e Luis Felipe Gama, Nuno Mindelis, Chico Saraiva, Renato Consorte, Carlinhos Antunes, João Parahyba, Renato Anesi, Adyel Santos, Taciana e Edgard Scandurra, Tutti Baê, Zé Luis Mazzioti, Dayse Cordeiro, Mona Gadelha, Fabio Torres, Hector Costita, entre outros. Participou de diversos projetos com a Banda Sinfônica Jovem como músico convidado. Participou em 1993 do Jazz Workshop em Banff-Canadá, tocando também com Chucho Valdez, Don Tompson, Hugh Fraser, Kenny Weeler, Robin Eubanks e Pat la Barbera.

Saiba mais:
Prof. M.e Leonardo Martinelli
Mestre em Música pela UNESP em 2005. Bacharel em Música – Habilitação Composição e Regência pela UNESP em 2001.



Profª Dr.ª Margarida Fukuda
Margarida Fukuda é formada em Bacharelado em Piano e Licenciatura pela Faculdade Santa Marcelina, Mestrado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP (Artes) e Doutorado pela ECA-USP (Musicologia). No Brasil, estudou com os professores Sachiko Fukuda, Gilberto Tinetti, H.J.Koellreutter, e na Alemanha, com Werner Genuit e Heidi Köhler. O seu trabalho baseia-se fundamentalmente no estudo de fraseados musicais tendo como instrumento de análise a idéia de Zeitgestalt (configuração temporal), a partir do método Denken und Spielen (pensar e tocar) desenvolvido pelo pianista alemão Jürgen Uhde em parceria com a filósofa Renate Wieland. É professora na Escola Municipal de Música (Piano) e na Faculdade de Música Santa Marcelina (Piano e Música de Câmara).

Saiba mais:
Profª M.ª Maria Aparecida Gomes Machado (Aída Machado)
Pianista, Mestre em Música pelo Departamento de Música da Universidade de São Paulo, Bacharel e Licenciada em Psicologia e diplomada em Piano pela Escola Magda Tagliaferro na classe de Helena Plaut. Tem-se dedicado à música de câmara e se apresentado em recitais com as mais variadas formações e repertório que abrange desde a música antiga até a música de hoje. Pianista do Bruch Trio, ao lado de Marta Vidigal e Marcelo Jaffé, Aída Machado é professora de Percepção musical na Faculdade de Música Santa Marcelina, Coordenadora Pedagógica da Escola Superior de Música da Faculdade Cantareira em São Paulo e professora na Escola Municipal de Música e Faculdade de Música FAAM. Seu prestígio tem-lhe valido constantes convites para compor júris em concursos de piano e música de câmara e ministrar cursos e workshops em várias cidades e nos principais Festivais de música do País. Foi convidada pela Fundação Magda Tagliaferro, com Bolsa do Ministério da Cultura, para integrar a equipe que representou a Fundação em visita à Hochschule Karlsruhe, Alemanha.
Profª Maria Olinta Rebouças (Mariô Rebouças)
Pianista de formação clássica e jazzística, atua igualmente nos campos da música erudita e da música popular. Recebeu da Associação Paulista dos Críticos de Arte o prêmio "Revelação em Música Erudita", e seguiu para Londres, onde estudou durante 3 anos com a renomada professora Maria Curcio, tendo se apresentado em diversas cidades da Itália e Espanha.

De volta ao Brasil, foi integrante e uma das fundadoras da banda instrumental KALI; trabalhou também com a cantora Eliete Negreiros como pianista e arranjadora. Participou do projeto Avon Women in Concert, ao lado de grandes nomes da música popular brasileira, apresentando-se em shows no Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Ouro Preto e São Paulo.

Atua frequentemente como pianista da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, e desde 2005 integra o quinteto do compositor Sérgio Molina.

É professora de piano na Faculdade de Música Santa Marcelina e na Escola Espaço Musical, em São Paulo. Foi aluna de Amilton Godoy, e fez cursos de Orquestração e Arranjo com os Maestros Nelson Ayres, Cyro Pereira e Cláudio Leal Ferreira.

Saiba mais:
Prof. M.e Mario Checchetto Neto
Mario Checchetto Neto é formado em música pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul (FASCS), bacharel em saxofone pela Faculdade de Música Carlos Gomes, pós graduado em composição musical pela mesma instituição sob a orientação de Celso Mojola. Mario é mestre em artes pela Faculdade Santa Marcelina, tendo desenvolvido a pesquisa Jazz: suporte e improviso. Atua na área de improvisação trabalhando em duo com o pianista Alexandre Zamith. Juntos, gravaram o CD Encontro das Águas, em 2003. A obra Círculos também contou com a presença de Zamith, com a participação do grupo NU.M.I, que alia improvisações coletivas mesclando instrumentos acústicos e live eletronic. Leciona saxofone na Fundação das artes de São Caetano do Sul (FASCS) e percepção, prática de conjunto e improvisação na Faculdade Santa Marcelina. Em 2009 teve duas peças do ciclo Círculos, qualificadas para congresso sobre performance na universidade de Aveiro (Portugal), apresentando-as em duo de saxofone e piano.

Saiba mais:
Profª M.ª Maristela Loureiro Campana
Maristela Loureiro é mestre em Música (IA-UNESP) e especialista em Capacitação Docente em Música Brasileira (Anhembi-Morumbi). É professora do curso de pós-graduação em Linguagens Artísticas Contemporâneas: Ensino/Aprendizagem e de música e licenciatura em música da Santa Marcelina. Supervisora de estágio de docência e flauta-doce. Professora de flauta doce, percepção e musicalização na Escola Municipal de Iniciação Artística (EMIA-SP). Atua em redes municipais, estaduais e particulares na formação de professores de música do ensino fundamental e infantil. Atua como flautista em grupos de Música de Câmara.
Prof. M.e Matheus Gentilli Bitondi
É compositor formado pelo Instituto de Artes da Unesp, e Mestre em Música pela mesma instituição. Atua como professor da Faculdade Santa Marcelina e da Faculdade Cantareira. Como compositor, teve obras executadas em salas como o Auditório Ibirapuera (São Paulo), a Sala Cecília Meireles (Rio de Janeiro) e o Teatro Oi Futuro Klauss Vianna (Belo Horizonte); por grupos como a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, o Quarteto Continental e a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo. Foi premiado no Concurso Nacional de Composição "Camargo Guarnieri" (OSUSP) e no String Quintet Contest for Brazilian Composers, (Kean University - EUA). Atuou ainda como articulista e crítico musical para a Revista Eletrônica Trópico/UOL e para a Folha de S. Paulo, como copista e revisor da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e Produziu o CD Música Plural: som e diversidade pela nova geração de compositores brasileiros, com patrocínio da Petrobras e participação do Ensemble Percorso.
Profª Dr.ª Michelle Agnes Magalhães
Tem se dedicado à composição desde seu primeiro contato com o professor H.J. Koellreutter, em 1994. É doutora pela USP, tendo desenvolvido pesquisa sobre três obras tardias do compositor Luigi Nono. Interessa-se também pela pesquisa entre relações entre som e imagem, o que a levou a realizar pesquisa de mestrado sobre o primeiro filme sonoro de Dziga Vertov, na Universidade Estadual de Campinas. Em 2003 foi premiada com a bolsa Unesco-Aschberg para jovens artistas com residência no IMEB (Institut Internacional de Musique Electroacoustique de Bourges), França, para a composição de uma obra. Como compositora tem se dedicado à música instrumental, eletroacústica e mista, e colaborado com vários cineastas brasileiros e grupos como Percorso Ensemble e East Coast Contemporary Ensemble. Em 2006 ganhou o prêmio de melhor música na Jornada de Cinema da Bahia, e em 2011, sua tese ganhou o prêmio ECA de dissertações e teses. Suas obras tem sido executadas em vários festivais internacionais como Synthèse (França), Etchings (França), Sonorities (Irlanda). Como pianista desenvolve intensa atividade junto à improvisação musical. Vive em São Paulo onde ensina na Faculdade Santa Marcelina e na Academia da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.
Prof. Dr. Paulo Celso Moura
Paulo C.Moura é regente coral e professor. Doutorando em Música pelo Instituto de Artes da UNESP, atua nas áreas de Expressão Vocal, Regência Coral, Cultura e Gestão Cultural. É professor da Faculdade Santa Marcelina (Canto Coral) e da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS - Produção Musical e Sonoplastia, Culturas Brasileiras e Processos Globais de Comunicação), onde também coordena o Núcleo de Ação Cultural desenvolvendo e gerenciando projetos culturais em convênio com o Ministério da Cultura. É professor e regente convidado junto ao Coro Juvenil da OSESP (Sala São Paulo), sob coordenação de Naomi Munakata.
Prof. M.e Roberto Dante Cavalheiro Filho
Roberto Dante Cavalheiro Filho tem formação pianística. Graduou-se no instrumento pelo então Conservatório Musical Carlos Gomes, em São Paulo, e também em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade de São Paulo. Prosseguiu seus estudos de piano com os professores João de Souza Lima e Sebastian Benda, com os quais se aperfeiçoou entre 1970 e 1981. Paralelamente estudou técnica vocal e integrou por vários anos o Madrigal das Arcadas e o Collegium Musicum de São Paulo.
Apresentou-se em recitais de música de câmara promovidos pela Sociedede Nova Difusão Musical em escolas de música da cidade. Estudou matérias teóricas com Adelaide Pereira da Silva e no Curso de Formação de Professores da Comissão Estadual de Música. Iniciou suas atividades como professor no antigo Instituto Musical de São Paulo, depois integrado à atual Universidade São Judas Tadeu. Em 1978 passou a lecionar na Escola Municipal de Música de São Paulo, e, em 1989, na Faculdade Santa Marcelina, instituições em que leciona até o presente. Concluiu Mestrado em Ciências da Comunicação na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo em 1996. Tem colaborado nos Programas de Concerto da OSESP desde 2001, e desde 2006 leciona matérias teóricas na Academia da instituição.
Prof. Dr. Sergio Molina
Sergio Molina é graduado em Composição e mestre em musicologia pela ECA-USP onde desenvolve seu doutorado. É professor de Análise, História da Música Popular e Monografia na Faculdade Santa Marcelina (SP), professor colaborador do bacharelado em Composição e Arranjo da UEPA/Carlos Gomes (Belém) e idealizador e professor do Curso de Degustação Musical. Tem diversas premiações em concursos de composição e festivais de canção com destaque para o 1º lugar no concurso nacional para a composição do Hino da Justiça Federal em 2002 e o 1º lugar no I Festival Latino-Americano via Internet do Mp3 clube em 2000. Com o projeto Sem Pensar Nem Pensar (músicas de Sergio Molina / letras de Itamar Assumpção / voz de Miriam Maria) foi premiado duas vezes pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo (2009 – prêmio CD e 2011 prêmio Circulação de Espetáculos) tendo realizado mais de 50 apresentações. A canção "Nem James Brown" (S.Molina/I.Assumpção) foi escolhida entre as 13 melhores de 2009 pelo jornal O Estado de São Paulo. Dentre as estreias internacionais destacam-se o concertino O Percurso das Almas Cansadas para quarteto de violões (Quaternaglia Guitar Quartet) e orquestra de cordas que teve sua premiere no I International Guitar Festival at Round Top - EUA - em 2005; o Quinteto para um Outro Tempo, encomendado pelo pianista norte-americano James Dick, para piano e quarteto de violões foi estreado em 2007 também em Round Top; Poema Ruim, canção sobre poema de Lilian Jacoto e dedicada ao violonista Sidney Molina e ao barítono Vinicius Atik foi estreada no Suntory Hall de Tóquio em Julho de 2008. Em fevereiro de 2009 foi a vez de Down the Black River into the Dark Night para piano, violão e octeto de cordas estrado no Texas – EUA. Sergio é colaborador do Guia de Livros, Filmes e Discos da Folha de São Paulo (desde 2008) e da Semana da Canção de São Luiz do Paraitinga desde 2007. Em 2010 foi curador do projeto "Música de São Paulo" e júri do "Prêmio Bravo de Música". Em 2011 atuou como coordenador do projeto "Música na Escola".

Saiba mais:
Prof. M.e Sérgio Kafejian Cardoso Franco
Compositor e instrumentista, trabalha com pesquisas sobre paisagens sonoras aliadas a ferramentas de análise e manipulação através de programas de computador. Durante seu período de estudo teve oportunidade de freqüentar cursos e assistir a palestras com compositores como Emannuel Nunes, Pierre Boulez, Marco Stroppa além de estudar com Flo Menezes, Marcos Mesquita, Aylton Escobar e Silvio Ferraz. Sua produção envolve obras e instalações eletroacústicas, peças instrumentais e orquestrais, além de projetos artístico-pedagógicos voltados para a música dos séculos XX e XXI. Entre suas premiações destacam-se, Festival Internacional de Música Eletroacústica de Bourges (França, 1998 e 2008); Gilberto Mendes de Composição Orquestral (São Paulo, 2008), Bolsa Criação (Funarte, 2009) e Interações Estéticas (Funarte, 2009). Realizou seu bacharelado em composição pela FASM, Mestrado pela Brunel University (Londres) e atualmente segue Doutorado na Unesp. Leciona composição, música eletroacústica e contemporânea na Faculdade Santa Marcelina desde 2001. Atualmente é coordenador artístico-pedagógico da EMESP Tom Jobim e diretor artístico da Camerata Aberta.
Prof. M.e Sérgio Silva Gomes
Mestre em jazz arranging pela William Paterson University, Especialista em educação para o ensino superior pela FMU, Bacharel em percussão erudita pela Unesp. Autor de "Novos Caminhos da Bateria Brasileira", publicado pela Advance Music em inglês e espanhol por todo o mundo e pela Editora Vitale no Brasil. Gravou cinco CDs com o grupo Terra Brasil, sendo o 4º, em 2003, indicado ao Latin Grammy; tocou e gravou com Don Thompson, Reg Schwarg, Carlinhos Antunes, Tuti Baê, Grupo Premê, Sergio Rossoni Grupo, entre outros; é professor da Faculdade Santa Marcelina (percussão e bateria) e diretor da Big band da Fundação das Artes de São Caetano, onde também dá aulas de prática de grupo. Deu workshop em diversas Universidades e escolas nos EUA, Canadá, Holanda, Alemanha e Brasil. Publicou mais de 40 artigos em revistas especializadas. Viveu em NY de 2006- 2009 e retornou ao Brasil em 2010. É professor da FASM desde de 1987.
Profª Tatiana Parra
Intérprete e compositora paulistana conhecida no meio musical por participações em shows e discos dos mais variados nomes: de Ivan Lins a Omara Portuondo, de Rita Lee a Chico Pinheiro, passando por Toquinho, Sandy & Júnior, André Mehmari, Dante Ozzetti e dezenas de outros. Tatiana Parra começou a carreira cantando peças publicitárias em diversos estúdios de São Paulo. Gravava jingles e CDs infantis com Hélio Ziskind enquanto seguia nos estudos de piano erudito, chegando a ser premiada em concursos na adolescência. Obteve o 1º lugar em Araçatuba, 1992; 2º lugar no Rio de Janeiro, em 1993; Mensão Honrosa no Concurso Cláudio Arrau, no Chile, em 1993; 1º lugar no concurso Art Livre (SP), em 1994. Em 2003, passou a integrar o grupo do violonista e compositor Chico Pinheiro, com quem realizou turnês anuais, participando ainda do segundo disco do artista, "Tocador de violão".. Sua voz pode ser ouvida ainda em CDs de Theo de Barros, Flávio Henrique, Fábio Torres, Zeli e Carlos Careqa além dos projetos fonográficos "Sobras Repletas", em homenagem a Maurício Tapajós, e "Manuscrito Sonoro", de Hermínio Bello de Carvalho.
Prof. Dr. Vicente Valery de Paiva Júnior
Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC em 2001. Licenciatura em Educação Artística pela FASM em 1995.




Publicações Docentes

Profª Dr.ª Michelle Agnes Magalhães
  • Il tempo sospeso: a experiência do tempo e do espaço em Omaggio a György Kurtág de Luigi Nono. Revista do Encontro Internacional de Música e Arte Sonora, v. 2, p. 2-12, 2011
  • Música eletroacústica e engajamento político na obra de Luigi Nono. In: XVII Congresso da ANPPOM, 2007, São Paulo. XVII Congresso da ANPPOM 2007, 2007.
  • A sonoridade futurista do filme Entusiasmo, Sinfonia do Donbass, de Dziga Vertov. Cadernos de Pós-Graduação da UNICAMP, v. 8, p. 219-223, 2006.
  • Paisagem Imaginária: uma proposta de criação coletiva para grupo de rádios com estudantes do ensino médio. In: JORDÃO, Gisele et al. (Org.). A Música na Escola. 1 ed. São Paulo: Editora Allucci & Associados Comunicações, 2012.

Coordenação

Profª M.ª Vera Helena Massuh Cury
Mestre em Música pelo Instituto em Artes da UNESP em 2004. Bacharel em Composição pela Faculdade Paulista de Arte em 1980. Graduada em Educação Artística pela Faculdade Paulista de Arte em 1979. Possui dois livros publicados: "Tocar Piano I" e "Contraponto: o ensino e o aprendizado no curso superior de música". Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Educação Musical.